fbpx

Quais são os sinais de depressão em pets?

Depressão não é uma doença exclusiva de humanos, alguns animais, principalmente cães e gatos, podem apresentar sinais de depressão clínica. E a depressão em pets pode acontecer com mais frequência do que imaginamos.

Como os pets não conseguem explicar o que sentem, é uma doença que deve ser observada com muito cuidado pelo dono, para que o quadro não piore.

Mas o pet sempre dá sinais de que alguma coisa está errada, seja na mudança de comportamento, mudança de humor, falta de apetite, entre outros.

Listamos alguns dos principais sinais de depressão em pets :

Alteração no apetite: Assim como acontece com algumas pessoas que estão depressivas, os animais também podem perder o apetite, comendo menos ou recusando comida. Isso deve ser analisado com cuidado, uma vez que, se a perda de apetite permanecer por muito tempo, o animal pode perder muito peso.

Dormir muito : O sono exagerado também pode ser um sinal. Às vezes o pet pode dormir muito e, quando está acordado, fica sempre deitado, desanimado e sem interesse para brincadeiras.

Se lamber ou morder constantemente: Se lamber é uma atitude muito comum para animais pois, através da lambida, eles fazem a higienização de seus pelos. Mas quando o pet começa a se lamber sem parar, principalmente nas patas, pode ser um sinal de que algo está errado. E essa prática é muito perigosa, uma vez que o peludinho pode desenvolver feridas e pododermatite (dermatite dos pés). Morder as patas e o rabo também pode acontecer em casos de depressão.

Resistência ao toque ou carinhos: Todo bichinho gosta muito de ser acariciado, não é mesmo? Por isso que, quando os animais rejeitam a tentativa de toque ou de carinho, até mesmo pelos próprios donos, é um sinal claro de que eles não estão bem.

E o que pode causar a depressão em um bichinho?

São diversos os motivos que levam a depressão em pets, os mais comuns são:

Morte de uma pessoa ou animal companheiro: Os animais criam laços muito fortes com pessoas e até mesmo com outros animais que convivem juntos. Perder a companhia de um ser próximo pode ser extremamente impactante na vida de um bichinho, uma vez que ele não entende o que está acontecendo.

Chegada de um novo animal: Assim como perder um ser próximo é impactante, a chegada de um novo bichinho também é. Um novo pet no lar pode representar uma ameaça, causa uma mudança na rotina da casa, sem contar que o novo bichinho recebe muita atenção e carinho dos donos, o que pode causar ciúmes.

Doenças: A depressão também pode se manifestar caso o pet esteja se recuperando de alguma doença ou desenvolvendo alguma, como uma infestação por vermes ou parasitas, por exemplo.

E existe tratamento para depressão em pets?

O primeiro passo a seguir quando o dono identifica algum dos sintomas listados acima é levar o peludinho ao veterinário.

Somente o veterinário vai diagnosticar o que está acontecendo com o animal, essas alterações podem acontecer até mesmo por outros motivos.

O veterinário vai diagnosticar e dar todas as instruções do que o dono deverá fazer, seja um caso de depressão ou não.

Uma forma de evitar qualquer tipo de problema com um bichinho é estar com todos os exames, vacinas e consultas em dia. Conheça nossos planos e garanta o melhor cuidado para seu peludo!