fbpx

O que preciso saber antes de adotar um pet?

A adoção de pets está se tornando uma prática cada vez mais comum. Existem campanhas e movimentos que incentivam a adoção animal, principalmente de gatos e cachorros.

Muitos peludinhos que não tem lar não recebem cuidados necessários e, se vivem na rua, sofrem abusos e maus tratos. Por isso, a adoção pode salvar a vida de um animal.

Se você está pensando em adotar um peludinho, saiba que você precisa se organizar, tanto financeiramente quanto emocionalmente, para receber um novo pet em sua casa.

Lembra-se que ele pode precisar de cuidados médicos, um tempo de adaptação e o máximo de carinho e amor que você pode dar!

Ter um peludinho em casa é uma responsabilidade muito grande!

Por isso listamos alguns pontos importantes que você precisa saber antes de adotar um pet:

 

  • Esteja ciente que ele pode precisar de cuidados médicos:

Um pet a ser adotado provavelmente passou por diversas situações em sua vida, como infestação de pulgas, carrapatos, vermes, entre outras doenças que ele pode ter tido ou ainda tem, principalmente se ele vivia na rua.

Portanto, tenha em mente que você poderá ter alguns gastos com veterinário, vacinas, exames, remédios ou até mesmo com algum tratamento que possa demorar meses.

  • Prepare um espaço aconchegante para o pet:

Quando mais confortável e bem-vindo o peludinho se sentir, mais rápido vai ser o período de adaptação em um novo ambiente.

Prepare o cantinho dele, com caminha, cobertas quentes e até mesmo brinquedos. Ele se sentirá querido e mais receptivo a essa grande mudança que é a adoção.

  • Seja paciente:

Nem todo bichinho é sociável em um primeiro instante. Alguns pets que vivem na rua sofrem abusos e violência, o que pode traumatizá-los.

Uma tentativa de afeto, um simples toque de carinho pode ser interpretado como uma ameaça.

Portanto, seja paciente, com o tempo o peludinho fica mais receptivo e se torna, de uma vez por todas, parte da família!

  • Crie uma rotina:

Depois que o peludinho se adaptou à nova casa e se sente confortável, comece a pensar na rotina do pet.

Leve-o para passear em parques ou pracinhas, dessa forma ele passará a conviver com outras pessoas e outros animais, se tornando mais sociável.

Além disso, estimule o pet a fazer exercícios, leve-o para correr, ensine-o a buscar objetos que você jogue, deixe-o livre para brincar.

A atividade física traz inúmeros benefícios, principalmente a liberação da dopamina, hormônio do prazer e felicidade, o que deixará seu pet ainda mais sociável e feliz!

Porque adotar um Pet, e não comprar?

Comprar animais ainda é uma prática comum, principalmente se a pessoa deseja ter um pet de raça mais “nobre”.

No entanto, os pets que são comprados em lojas passam por diversos processos para que a raça seja pura, principalmente as fêmeas, que são obrigadas a ter filhotinhos a cada cio para suprir a necessidade de vendas.

Pessoas que compram pets às vezes não sabem, de fato, o que acontece por trás dos bastidores, uma vez que esse assunto não é tão discutido e divulgado.

Mas isso está mudando, e a adoção está, a cada dia, sendo mais procurada por quem deseja ter um peludinho.

A adoção de um animal é um ato de amor, tanto para o peludinho quanto para o tutor que o escolheu.

Mas também é um processo que deve ser feito com muita consciência, preparação e dedicação, uma vez que você estará colocando uma vida em sua total responsabilidade.

E lembre-se: o cuidado da saúde de um bichinho adotado é sempre mais delicado e reque muita atenção! Conte com a Plamev para garantir o melhor para seu peludinho!