fbpx

5 dicas para cuidar bem de pets idosos

Assim como nós, os nossos pets envelhecem com o passar dos anos e precisam de cada vez mais cuidados para que vivam bem e com saúde. Se você tem um cão ou gato idoso, já deve ter percebido as mudanças que eles veem sofrendo ao longo da vida. Algumas delas são desconfortáveis, mas inevitáveis, contudo existem várias adaptações que você pode fazer pelo seu pet para auxilia-lo nesta transição delicada.

Confira abaixo 5 dicas para cuidar bem do peludinho idoso:

 

  • Adapte a alimentação do seu pet

A alimentação de um pet idoso dever ser pensada com muito carinho, pois as necessidades dele são completamente diferentes das de um filhote ou de um cão ou gato jovem. Ao escolher a ração leve em conta:

O peso em que ele se encontra. Se ele estiver magro, compre uma ração com suplementação vitamínica e gorduras boas; se ele estiver acima do peso esperado, compre uma ração light ou sênior, para diminuir o ganho de peso e não sobrecarregar os ossos.

A arcada dentária. Caso ele tenha problemas nos dentes ou até mesmo os tenha perdido, aposte em rações com grãos miúdos e úmidos ou patês próprios para pets idosos.

O consumo de água. Troque a água com regularidade e fique sempre atento à quantidade de líquidos que seu pet tem ingerido.

 

  • Não permita que seu pet fique sedentário

Se o seu pet estiver com boa saúde, mantenha uma rotina de atividades e passeios leves para que ele se mantenha ativo e saudável. Mas lembre-se, nunca sobrecarregue ele com excesso de exercícios, pois nesta fase ele está mais sensível, sonolento e propenso a lesões. Respeite os momentos de descanso dele.

 

  • Adapte os ambientes para o conforto do seu peludinho

Evite mudanças bruscas na decoração, na disposição do mobiliário e no espaço que seu pet tem mais hábito de permanecer. Se o seu pet é cego ou possuí alguma enfermidade mais séria, como demência senil, é importante tentar manter a ordem dentro de casa para que ele não fique assustado, desorientado ou se machuque.

Além disso mantenha uma caminha confortável e limpa para que ele repouse tranquilamente, pois nessa fase eles procuram com frequência um ambiente calmo e limpo para dormirem.

 

  • Dobre a atenção e o carinho com o seu pet

É normal que um pet idoso seja mais temperamental e necessite de mais atenção. Por isso, seja muito paciente! Cuidado e amor são essenciais para detectar mudanças no comportamento, possíveis enfermidades e facilitar esta transição tão delicada na relação de vocês.

 

  • Crie uma rotina de check up veterinário

Exatamente como os humanos, pets idosos precisam ir ao médico com mais frequência. Isso porque, nesta fase delicada eles precisam de um acompanhamento mais rígido e detalhado e de exames mais regulares.

Para cães e gatos com a idade mais avançada o ideal é check up com um veterinário pelo menos de seis em seis meses. Este acompanhamento ajudará a detectar e prevenir possíveis doenças decorrentes da idade.

 

Curtiu as dicas e está querendo agendar um check up com veterinários de confiança? Converse com um de nossos consultores pelo www.plamev.com.br! Temos condições especiais para o seu peludinho!